Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Cortina Header
  Gestão Orçamental

Antecipar outros encargos

Saiba mais »

 | Antecipar outros encargos  | Antecipar outros encargos
Casa

Gatos felizes dentro de casa

Publicado em 15-12-2017 por Cofina Conteúdos

Manter os gatos dentro de casa assegura-lhes mais anos de vida e maior segurança contra uma série de imprevistos que podem ser fatais. Saiba como proporcionar um ambiente interior divertido e apelativo aos seus patudos.

Todo um vasto mundo por descobrir, aquele que se estende para além da porta de entrada ou janelas, o exterior esconde uma série de perigos para os gatos domésticos. Entre doenças, algumas das quais fatais, risco de atropelamento, ferimento por ataque de cães ou outros gatos, roubo ou maus-tratos, envenenamento por contacto com pesticidas, venenos colocados na rua intencionalmente, picadas de insetos, há muito, infelizmente por onde escolher.

Basta pensar que um gato de rua tem uma esperança de vida média de 2-3 anos, ao passo que a de um gato de casa pode chegar aos 15-20 anos. Manter o seu felino dentro de portas é um cuidado que deve ter. Todavia há que procurar mantê-los entretidos para evitar que se aborreçam e/ou se tornem preguiçosos, fatores que podem levar a comportamentos destrutivos ou ganho de peso a mais, que pode provocar, tal como nos seres humanos, hipertensão, diabetes e outros problemas.

Para arranhar

Arranhar é tão natural para os gatos como respirar, por isso é importante proporcionar-lhes várias oportunidades para isso – até porque desta forma estará a prevenir “ataques” à mobília, nomeadamente sofás. Espalhar alguns arranhadores pelas diferentes divisões da casa é uma forma de os manter entretidos. Escolha vários tipos, de cartão, de corda, verticais, para prender às portas, etc. Manter as suas dos seus gatos cortadas também evita estragos; se não souber fazê-lo, peça ao veterinário para lhe ensinar.

Plano vertical

Liberdade de movimentos é algo de que todos gostamos e os gatos não são exceção. Se a área da sua casa não for muito grande ou simplesmente quiser proporcionar aos seus gatos mais espaço para se movimentarem, uma boa aposta será a verticalidade, com torres e/ou árvores para eles treparem, arranharem e até dormirem. Pode inspirar-se nas muitas sugestões do Pinterest, por exemplo, ou nos modelos da Catastrophic Creations, que adorámos, apesar do preço, um pouco elevado. Mas se tiver jeito para a bricolage, pode sempre deitar mãos à obra.

Solinho tão bom

Apanhar sol para se aquecerem é algo que os gatos não dispensam. Prateleiras, camas suspensas junto a janelas serão certamente apreciados pelos seus patudos, que não dispensarão oportunidades de dormir a sesta ao sol ou observar o que se passa lá fora. Nos dias mais quentes, abra um pouco as janelas – o suficiente para eles não passarem -, para que possam apanhar ar. Comedouros para aves por perto, no exterior, são uma forma de atrair pássaros, outra forma de distração.

Brinquedos por que vos quero

Dedique uma parte do dia para brincar com os seus gatos e certifique-se que na sua ausência há brinquedos para se entreterem. Das simples caixas de cartão e bolas aos bonecos com catnip, sem esquecer os interativos, com penas ou raios luminosos, por exemplo, há muito por onde escolher. E se tiver um tablet ou smartphone, são muitas as apps criadas para o efeito, como a Cat Alone, Cat Fishing ou Crazy Cat, entre outras.

Erva fresca

E porque os gatos gostam de mastigar erva e algumas plantas, mantenha em casa alguns vasos com erva para gato – vendem-se nos hipermercados ou lojas para animais -, ou rebentos de aveia e/ou trigo, não tratadas com químicos, para eles se refastelarem.