Cortina Header
  Gestão Orçamental

Tenha consciência dos seus proveitos e dos seus gastos

Saiba mais »

 | Tenha consciência dos seus proveitos e dos seus gastos  | Tenha consciência dos seus proveitos e dos seus gastos
Lifestyle

Resoluções de ano novo para manter

Publicado em 02-01-2018 por Cofina Conteúdos

São 12 as badaladas que encerram o ano que termina e dão as boas-vindas ao que se inicia. São também 12 as passas, uma por cada desejo para o novo ano. Não raras vezes, algumas também pelas resoluções tomadas… muitas delas rapidamente abandonadas.

Se este é um cenário familiar, saiba que não está só – é isto aliás o que acontece na maioria dos casos. Mas com este ano ainda a dar os primeiros passos, está ainda muito a tempo de inverter este panorama e ver finalmente as suas resoluções implementadas e a dar frutos.

Pequenos passos

Comece por planos a curto prazo. Se nunca correu, por exemplo, e quer incluir a atividade física na sua rotina, em vez de “vou começar a correr todos os dias ou dia sim dia não”, experimente “vou correr 1 km ao sábado ou domingo de manhã”, aumentando progressivamente a distância e a frequência. Este é um dos conselhos de Charles Duhigg, autor de The Power of Habit, para quem “muito mais importante do que definir um objetivo a longo prazo, como correr uma maratona, é estabelecer um plano imediato a que possa dar início já”.

Objetivos claros…

Defina objetivos específicos, mas realísticos e atingíveis. Em vez de “quero poupar dinheiro” ou “quero perder peso”, por exemplo, diga “vou poupar 5% do ordenado todos os meses para investir na viagem a…” ou “vou perder 3 kg nos próximos dois meses” (se precisar de perder mais, os outros 3 kg são para os dois meses seguintes e assim por diante, por exemplo). Se tentar dar passos maiores do que as pernas, há grande probabilidade de vir a lidar com sentimentos de frustração, que poderão comprometer todos os progressos até então.

… e relevantes

Antes de “deitar mãos à obra”, pense nas razões por trás do mesmo. Certifique-se de que é por si e não pelos outros que vai implementar mudanças na sua vida. Se a motivação não for certa, será muito mais difícil, se não mesmo impossível, adquirir novos hábitos.

De manhã se começa o dia

E os novos hábitos, aparentemente. Implementar um hábito a longo prazo é mais fácil se começar logo pela manhã, defende um estudo liderado por Marion Fournier, da Universidade Nice Sophia Antipolis, em França. De acordo com este estudo, isto poderá dever-se aos níveis de cortisol, a chamada hormona do stress, geralmente mais elevados de manhã: “O aumento de cortisol altera os mecanismos do nosso cérebro (…), o que significa que o comportamento se torna habitual”, explica a investigadora.

Registe os progressos

Anote num diário ou calendário os seus progressos ou use uma app. Risque os dias que esteve sem fumar ou sem roer as unhas, as alturas em que foi ao ginásio ou se levantou para correr ou andar uns minutos ou meia hora ou uma hora, ou, com o passar do tempo, quem sabe, em que não comeu doces. Registe os dias que conseguiu aproveitar para ter mais tempo de qualidade com a família, que conseguiu ir ver o mar depois de sair do emprego, de estar com os (melhores) amigos, que foi às aulas da nova língua que quer aprender, que se juntou ao grupo de teatro local ou que passou a desenvolver o projeto a que pretende dar início e crie estratégias para ir mais longe.

Procure ajuda

Não somos uma ilha e muitas vezes tudo o que precisamos para ver os projetos realizados, independentemente da sua natureza, é uma pequena (grande ajuda). Um amigo para partilhar progressos ou para uma motivação extra, um nutricionista, um coach, workshops ou cursos podem fazer uma enorme diferença. Explore as várias possibilidades e deite mãos à obra.