Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Cortina Header
  Gestão Orçamental

Antecipar outros encargos

Saiba mais »

 | Antecipar outros encargos  | Antecipar outros encargos
Casa

À espera de bebé? Saiba como poupar

Publicado em 08-09-2016 por Cofina Conteúdos

Das fraldas à alimentação, reduzir as despesas com um novo bebé na família não é complicado, bastam alguns cuidados.

Com um novo bebé a fazer-se anunciar é fácil entusiasmarmo-nos com os preparativos para a sua chegada. Não é de estranhar: são tantos os artigos para bebés disponíveis nas superfícies comerciais que o difícil é mesmo saber por onde escolher. A palavra de ordem, no entanto, deve ser contenção. Faça uma lista com o que realmente precisa e cinja-se à mesma.

 

Reutilize!

Sempre que possível, peça emprestado. Entre irmãos, primos ou amigos que já tiveram filhos, decerto encontra algumas das coisas de que necessita: do berço ao carrinho, cama de viagem e cadeirinha para o carro ou mesmo esterilizador, pense no que pode poupar. Já para não falar em roupa, que nesta fase deixa de servir rapidamente.

Já agora, antes de comprar um carrinho, por mais topo de gama que seja (ou não), teste-o e confirme que se dá bem com ele.

As lojas de segunda mão são também uma boa opção. Não só para adquirir roupa pré-mamã e artigos para o bebé, como para mais tarde vender o que já não precisa e ganhar algum dinheiro extra com isso.

 

Roupa q.b.

Nos primeiros anos de vida, as crianças vestem as peças de roupa pouquíssimas vezes, dado o rápido desenvolvimento, por isso cinja-se ao essencial e evite perder a cabeça com marcas caras, exceção feita a alguma ocasião especial. Aproveite as promoções sempre que possível, mas atenção, porque as crianças podem ter saltos de crescimento e a roupa que pensava poder servir-lhe dentro de 4/6 meses pode vir a estar pequena.

Adquirir roupa unissexo, em cores e modelos neutros poderá revelar-se também útil se pensar em ter mais filhos.

 

Leite, um bem essencial

Amamentar o seu bebé é uma excelente forma de economizar na fase inicial da vida do seu bebé, por isso, tente fazê-lo sempre que possível. Se não puder, opte pelas embalagens maiores de leite para bebé, regra geral mais económicas. Antes de comprar “por atacado”, no entanto, certifique-se que o seu filho se dá bem com o mesmo.

 

Dê uso aos seus dotes culinários

As refeições pré-cozinhadas são bastante práticas, é um facto, mas também mais caras do que se optar por fazê-las em casa, por isso reserve-as para situações pontuais. Cozinhar para um bebé não é complicado nem requer muito tempo. Se precisar de inspiração, encontra na internet inúmeras receitas para lhe facilitar a vida e pode sempre aconselhar-se com o seu médico.

 

Fraldas

Não é preciso fazer muitas contas para perceber que serão milhares as fraldas descartáveis usadas por cada bebé nos primeiros anos de vida. Se quer reduzir o dinheiro investido neste artigo, uma das opções passa por usar maioritariamente fraldas de pano e reservar as descartáveis para situações pontuais, como viagens, férias, etc.

Se optar pelas descartáveis, inegavelmente mais práticas, habitue-se a comparar embalagens e preço unitário das respetivas fraldas. Consulte regularmente os sites e folhetos das superfícies comerciais para ficar a par das promoções e campanhas de bebé.

 

Lista por que te quero!

Junte o útil ao agradável e faça uma lista de nascimento, com artigos que considere necessários. Além de economizar em itens essenciais, simplifica a vida dos amigos e familiares que queiram oferecer qualquer coisa. Lembre-se igualmente que o nascimento, Natal e aniversário são datas férteis em brinquedos, por isso contenha-se.

 

Grão a grão

Invista numa conta poupança para o seu filho desde o seu nascimento e deposite regularmente o que for possível. Mesmo que seja pouco de cada vez, é sempre uma ajuda a médio e longo prazo. Da faculdade ao carro, viagens ou entrada para casa, dá sempre jeito.

 

Um passo de cada vez

Por último, se estiver a pensar em mudar-se para uma casa maior, pense bem antes de o fazer. Será que nos primeiros tempos é mesmo uma necessidade ou pode deixar para mais tarde, quando o bebé for um pouco mais crescido? Sempre é uma despesa extra que poupa.