Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Cortina Header
  Gestão Orçamental

Prever as suas despesas

Saiba mais »

 | Prever as suas despesas  | Prever as suas despesas
Motores

Automóvel: sistemas de segurança obrigatórios em 2021

Publicado em 20-09-2018 por Cofina Conteúdos

Reduzir a sinistralidade automóvel e diminuir o número de vítimas é o objetivo dos sistemas de segurança a implementar nos veículos novos a partir de 2021 na União Europeia

Estradas seguras sem vítimas mortais ou ferimentos graves é um dos objetivos do Vision Zero, um projeto multinacional de segurança rodoviária, que teve origem na Suécia e que depois se estendeu a vários países. Entre as várias medidas, que incluem, por exemplo, diversas melhorias a nível de infraestruturas, estão novos sistemas de segurança a implementar em todos os automóveis novos em 2021. Muitos deles existem já em vários modelos de automóveis.

Travagem autónoma de emergência

Trata-se de um conjunto de câmaras, radares e sensores que permite ao veículo reconhecer obstáculos e travar ou reduzir a velocidade mesmo sem intervenção do condutor. É já obrigatório nas provas de EuroNCAP.

Assistente de manutenção na faixa de rodagem

Um sistema que avisa o condutor que saiu da faixa de rodagem através de sinais sonoros ou vibração do volante, por exemplo.

Assistente inteligente de velocidade

A chamada velocidade cruzeiro ou cruise control permite que o veículo mantenha uma velocidade constante sem necessidade de carregar no acelerador e ajuda a reduzir o cansaço em viagens longas. O novo sistema inteligente consegue adaptar a velocidade do carro tendo em conta parâmetros como a velocidade dos veículos de trás ou da frente ou o limite de velocidade permitido na via em que está a circular.

Sinal de paragem de emergência

Destinado a evitar, acendendo, em caso de travagem brusca, os quatro piscas, luzes de emergência.

Sistema de deteção de fadiga e de distração

Trata-se de um detetor de padrões indicativos de cansaço ou desatenção, avisando o condutor para que este possa interromper a viagem e descansar.

Câmaras de visão traseira ou sistema de deteção

A sua instalação permite não só estacionar os automóveis mais facilmente como também evitar atropelamentos, por exemplo. Entre outras funções inclui-se ainda o aviso de tráfego cruzado, como veículos em marcha atrás que possam surgir.

Pré-instalação de alcoolímetro bloqueador de ignição

Sem se soprar para o alcoolímetro, o carro não liga; se os valores detetados estiverem acima dos legais, a ignição é bloqueada.

Registo de dados em caso de acidente

Ou caixa negra se preferir, ou seja, um sistema que regista e grava dados relativos às deslocações do veículo: velocidade, travagem, etc.

Atualização do crash test frontal a toda a largura do veículo e melhoria dos cintos de segurança

Os crash tests serão alvo de atualização, estendendo o teste de impacto frontal a toda a largura do veículo e incluindo o teste do poste, durante o qual a lateral do carro é lançada contra um poste, e proteção para peões e ciclistas, com aumento da área de impacto da cabeça no veículo.

Alargamento da zona de impacto da cabeça para peões e ciclistas; vidro de segurança

Dado o crescente número de ciclistas nas vias de circulação, mais vulneráveis, tal como os peões, em caso de acidente, os automóveis passam a estar dotados de sensores capazes de os distinguir, ativando sistemas de segurança e vidro frontal de segurança para minimizar ferimentos em caso de atropelamento, por exemplo.

Proteção dos ocupantes em caso de impacto lateral

Por serem as áreas com menos absorção de impacto, as laterais dos automóveis sofrerão melhorias a nível estrutural para maior resistência a colisão; esperam-se igualmente melhorias nos sistemas de retenção, como os cintos e as cadeiras infantis, em caso de choque frontal.