Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Cortina Header
  Gestão Orçamental

Tenha consciência dos seus proveitos e dos seus gastos

Saiba mais »

 | Tenha consciência dos seus proveitos e dos seus gastos  | Tenha consciência dos seus proveitos e dos seus gastos
Motores

Carro novo? Dicas para uma boa rodagem

Publicado em 08-10-2018 por Cofina Conteúdos

Se pensa que um carro novo já não precisa de rodagem, desengane-se: a forma como trata o seu carro nos quilómetros iniciais de vida tem influência no seu rendimento futuro e durabilidade

Comparativamente ao recomendado há alguns anos, a rodagem dos automóveis novos nos dias de hoje deve prolongar-se por um período muito mais breve, entre algumas centenas e cerca de dois mil quilómetros, aproximadamente, exigindo alguns cuidados básicos para assegurar o melhor funcionamento do veículo.

Pisar a fundo no acelerador…

… é algo a não fazer. Mesmo que signifique que tenha de adiar um pouco o teste aos limites do novo automóvel. Faça uma condução suave e evite oscilações acima das 2500-3500 rotações nos motores a diesel e 3500-4000 nos a gasolina. Convém evitar igualmente acelerar com o carro parado.

Quebre a rotina

Apesar de não se recomendar “esticar” as rotações, isto não significa que deva manter a mesma velocidade ou ritmo de condução. Variar o ritmo é importante nesta fase, evitando mesmo recorrer ao cruise control. Aliado a uma condução suave, nesta fase inicial permite um melhor ajuste de vários componentes essenciais.

Antecipe a mudança de óleo

A tendência é que o óleo que vem com o carro sofra um desgaste mais rápido, pelo que convém verificar o seu nível regularmente e antecipar a troca por um óleo indicado para a marca e modelo do seu automóvel, não devendo deixar passar mais de 5000 quilómetros sensivelmente. – há Há quem recomende não ultrapassar os 2500-3000 km. E já que troca o óleo, substitua igualmente o filtro.

Controle a temperatura

Este é um dos aspetos a que deve prestar atenção regularmente e nesta fase sobretudo, para perceber se está tudo OK. Se houver alterações significativas na temperatura do óleo e refrigeração, dirija-se a uma oficina da marca ou autorizada pela mesma para verificar a possibilidade de alguma anomalia.
No caso dos travões, numa situação de sobreaquecimento devido a travagem brusca, mantenha a condução até ao seu arrefecimento. – não Não é aconselhável parar/estacionar o carro de imediato.

Tem motor turbo?

Não desligue o carro imediatamente a seguir a estacionar. Deixe-o trabalhar au ralenti cerca de 30 segundos para uma devida lubrificação do motor.

Reboques e atrelados não!

Pelo menos não nos primeiros milhares de quilómetros, pelo menos até aos 5000, já que um reboque ou um atrelado exige um maior esforço por parte do motor que deve ser evitado.