Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Cortina Header
  Gestão Orçamental

Realizar poupança

Saiba mais »

 | Realizar poupança  | Realizar poupança
Casa

Casa sempre impecável com o método Kaizen

Publicado em 24-06-2019 por Cofina Conteúdos

Pequenos passos, grandes progressos é a filosofia que se esconde por detrás deste método que nos chega do Japão que, além de simplificar o arrumo da casa, promete mantê-la sempre assim com pouco esforço e de forma rápida.

Oriundo do país do Sol Nascente e aplicado a várias áreas, da indústria à saúde ou àgestão de negócios, o método Kaizen, palavra que pode ser traduzida por “boa mudança” ou “boas mudanças contínuas”, tem igualmente bons resultados quando aplicado à organização da casa e até mesmo à produtividade pessoal. Na sua origem está a crença de que pequenas melhorias contínuas se traduzem em grandes – e boas – mudanças com o tempo.

No que respeita à questão doméstica, o grande objetivo a médio e longo prazo é conseguir ter sempre a casa em ordem sem que para isso tenha de lhe dedicar muito tempo e/ou esforço. Trata-se de um método eficaz que leva a melhorias sistemáticas para se atingir o objetivo definido; neste caso a arrumação e limpeza da casa.

Para rentabilizar ao máximo para não perder do dia à volta das tarefas domésticas, o método Kaizen contempla cinco fases, também denominadas 5S. Estas são as chaves para o sucesso.

1. Seiri. Triagem.

Separar tudo o que é desnecessário e/ou que não tenha a ver com a divisão onde se encontra. Se se tratar do escritório, mantenha apenas o que for necessário para o trabalho aí realizado. Passe depois em revista o que de facto lá pertence, mas liberte-se do que está repetido ou ultrapassado/desatualizado. Dê ou deite fora, dependendo do estado, mantendo apenas o que lá pertence e aquilo que necessita. A longo prazo, isto vai acaba por lhe permitir economizar dinheiro em equipamento de arrumação também desnecessário.

2. Seiton. Arrumação.

Após a triagem e a eliminação de tudo aquilo que é desnecessário, os artigos devem ser organizados e arrumados de acordo coma frequência de uso, colocando o que usamos mais vezes em locais facilmente acessíveis. Defina um local específico para cada coisa e mantenha-se fiel às regras. Em termos práticos, isto permite-lhe saber mais facilmente o que tem em casa, por exemplo, e não gastar dinheiro a duplicar coisas.

3. Seiso. Limpeza.

Esta fase centra-se na limpeza dos locais e boa higienização dos mesmos. Defina padrões de limpeza para cada divisão e envolva todos os residentes, dos mais novos aos mais velhos, com simples tarefas diárias/semanas (pôr a roupa suja no cesto, limpar a sanita, pôr a loiça da máquina, fazer a cama, tirar o lixo, etc.). Defina uma hora diária para estas tarefas e, mais importante, assegure-se de que são feitas.

4. Seiketsu. Normalização.

Visa interiorizar o hábito e torná-lo a rotina diária. Para isso, o segredo são pequenos passos, ou um minuto, isto é, começar por dedicar pelo menos um minuto a cada tarefa necessária todos os dias à hora predefinida e depois aumentar conforme necessário. Se pensar que só vai despender um minuto a fazer a tarefa requerida, terá bastante menos tendência para adiar, como acontece se pensar que vai passar meia hora a fazê-lo. Depois de entrar na rotina, é mais fácil manter a casa arrumada, sem necessidade de passar horas de seguida a fazê-lo.

5. Shitsuke. Interiorização, manutenção.

A repetição rotineira das pequenas tarefas leva à interiorização dos hábitos, exigindo menos esforço para obter os resultados desejados. Lembre-se, no entanto, que isto deve ser um trabalho de equipa, a menos que viva só. Mesmo os mais novos conseguem, só tendo a ganhar com isso. Pôr os brinquedos no cesto ao final do dia, pôr a roupa suja no cesto, arrumar o material escolar, por exemplo, não têm grande dificuldade, mas ajudam bastante.