Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Cortina Header
  Gestão Orçamental

Antecipar outros encargos

Saiba mais »

 | Antecipar outros encargos  | Antecipar outros encargos
Gadgets

Cinco passos para limpar o computador

Publicado em 29-10-2018 por Cofina Conteúdos

Ver-se livre do “lixo” que se acumula diariamente no computador e que não é pouco, otimizando não só o funcionamento do mesmo como o seu tempo, é tão fácil como contar de um a cinco

Ficheiros e documentos tendem a acumular-se rapidamente – e não raras vezes caoticamente –, sem quase darmos por isso. Para encontrar sempre o que quer em três tempos, siga as dicas que temos para si.

Descubra e elimine ficheiros duplicados

Seja porque os salvamos ou descarregamos mais do que uma vez – sim, acontece e não raras vezes –, os ficheiros duplicados podem multiplicar-se substancialmente. Para os remover, pode aceder a Painel de Controlo\Sistema e Segurança\Ferramentas Administrativas ou aceder a WinDirStat, no Windows, ou a Disk Inventory X, para Mac, por exemplo, ou ainda instalar uma aplicação ou programa específicos para o efeito. Estas ferramentas analisam o computador e identificam os ficheiros duplicados, permitindo vê-los antes de os remover, libertando espaço e ajudando a gerir melhor o seu computador para o tornar mais rápido, entre outros benefícios. É o caso do CCleaner e do Total Commander, entre outros exemplos.

Subdivida os ficheiros

Criar subdivisões em pastas é um dos primeiros passos a dar se o objetivo é encontrar o que precisa, quando precisa e não largos minutos depois. Se guardar tudo indiscriminadamente nos Meus ficheiros/My documents, a pasta por defeito vai dificultar-lhe o seu acesso posteriormente, quando o número de documentos for considerável. Criar subdivisões por tópico, data, urgência, etc., é uma forma simples de organizar tudo.

Defina um sistema de nomeação prático

Antes de guardar um documento novo, pergunte-se de que forma é que vai procurar por ele quando precisar mais tarde. E considere a hipótese de acrescentar ao nome do documento a data, para melhor orientação.

Se guardar documentos ou pastas com passwords – que não deve fazer –, defina um nome menos óbvio para os mesmos para não tentar olhos alheios.

No desktop não

A não ser que tenha um ou dois – três, vá – ficheiros que abra amiúde, evite guardar pastas e ficheiros no desktop. Tudo o resto deverá ser guardado noutro local. Fotos, por exemplo, e ficheiros que não precisa para o dia a dia devem ser passados para dispositivos de armazenamento externo ou cloud. Apagar regularmente os ficheiros que já não fazem falta é outro dos hábitos que deve adquirir. E não se esqueça da pasta de transferências.

Despeje o lixo

Simples, não? Há, no entanto, ainda muitas pessoas que não o fazem regularmente, acumulando uma enormidade de lixo totalmente dispensável. E já que está com a “mão na massa”, aproveite e apague também todos os filmes e séries que já viu.


Palavras-chave: