Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Cortina Header
  Gestão Orçamental

Tenha consciência dos seus proveitos e dos seus gastos

Saiba mais »

 | Tenha consciência dos seus proveitos e dos seus gastos  | Tenha consciência dos seus proveitos e dos seus gastos
Motores

Como cuidar o carro no inverno

Publicado em 17-03-2016 por Cofina Conteúdos

Parece que passámos a viver num clima tropical. Os invernos não são tão rigorosos como há dez anos. Aliás, 2015 foi considerado o ano mais quente na Terra desde que existem registos. Este dado não deixa de ocultar uma outra realidade,
que em determinadas zonas do país, com especial destaque para as regiões que não estão na costa, os invernos continuam
a ser frios, com chuva, geadas, e ocasionalmente, neve.

A maioria das avarias mecânicas dos automóveis acontece no inverno, de acordo com um relatório da Comissão Europeia
da Direção-geral de Transportes. A Comissão Europeia reitera que um veículo com uma manutenção adequada e em perfeito estado de funcionamento, que cumpra todas as normas de segurança, tem menos probabilidades de vir a estar envolvido num acidente de viação.

Pode ver o que deve fazer para minorar os acidentes de viação no inverno e para aumentar o tempo de vida útil do seu veículo quando as condições atmosféricas são mais adversas.

 

1. Guarde o carro numa garagem ou num local com um teto

Sempre que possível é conveniente que o veículo permaneça estacionado no inverno num local com teto para aumentar
a sua proteção.
Esta realidade é válida para qualquer época do ano, mas ganha mais relevância no inverno, altura em que as temperaturas baixam à noite e podem ser a causa de problemas para as baterias e para os líquidos do motor.

 

2. Cuidado com os pneus

As rodas assumem uma importância adicional na segurança do carro
no inverno, uma vez que se vão deparar com chuva, gelo e neve em alguns locais do país. As temperaturas baixas fazem
com que a borracha do pneu perca flexibilidade. É importante fazer uma boa revisão dos pneus e ter a pressão adequada
para o inverno. Por exemplo, o Guia Michelin alerta para o facto de quando faz mais frio a pressão dos pneus diminui, dando
o seguinte exemplo. Para um pneu cheio a 2 bar a 20 ºC, a pressão que se leria no manómetro a 0 ºC é de 1,8 bar.
Deve verificar a pressão dos pneus, pelo menos, uma vez por mês.

 

3. Bateria com carga

O frio pode fazer com que baterias com mais de três anos de utilização percam mais de 50% da sua carga. Se deixar o seu carro estacionado ao relento, é aconselhável verificar com alguma regularidade o seu estado. Um conselho para o caso de a bateria não ter a carga suficiente para arrancar é ter no carro uns cabos de bateria.

 

4. Travões preparados

Os travões são um dos componentes que mais desgaste sofrem com a condução em condições climatéricas adversas.
Com chuva, a distância da travagem duplica e com gelo multiplica-se por 10. No inverno é imprescindível fazer uma revisão
dos discos do travão, das patilhas e do líquido dos travões.

 

5. Limpa para-brisas adequados

As condições de condução pioram no inverno, como já vimos neste artigo. Ter umas escovas limpa para-brisas adequadas
e em bom estado é fundamental para poder ter uma boa visibilidade durante a condução, sobretudo com a intempérie.
Se as escovas estiverem gastas ou velhas, o melhor é renová-las, na eventualidade de serem recentes, a melhor forma
de as limpar é passar um pano ensopado com álcool.

 

6. Verifique os níveis do óleo

Manter os níveis do óleo e a sua viscosidade é essencial para o bom estado do motor. Se o óleo se encontrar em condições perfeitas, o motor terá a ajuda máxima para arrancar na perfeição. Utilize sempre o óleo adequado para o seu automóvel.

 

7. Ver e ser visto

O inverno afeta todos os componentes do carro, tanto no interior como no exterior. As lâmpadas convencionais fundem-se
com maior facilidade e os faróis sujam-se mais no inverno. Nesta altura do ano, como os dias são mais curtos e possuem menos luminosidade, a utilização dos faróis e de outras luzes de sinalização é mais intensa. Importa fazer uma limpeza adequada
dos faróis porque se sujam com maior frequência e com mais intensidade. Uma boa visibilidade é fundamental para guiar
em segurança.

 

8. A importância dos anticongelantes

Nas zonas com climas mais rigorosos é importante a utilização de anticongelantes, para que a água do radiador não congele
com as temperaturas reduzidas, impedindo o arranque do motor.

 

9. Lavagens frequentes

Se lavar com frequência o seu carro no inverno, aumenta o grau de proteção do chassis, das rodas e da própria carroçaria. Todos estes componentes do carro sofrem um forte desgaste com a lama da estrada provocada pela chuva, podendo originar algum foco de corrosão em zonas menos cuidadas.

 

10. Condução adequada ao mau tempo

Com chuva, neve ou gelo, há uma perda de aderência das rodas à estrada. Nestas situações é desejável aumentar a distância
de segurança habitual, para poder travar com a segurança necessária até reduzir ou imobilizar a viatura. Em condições normais, quando o piso não oferece as condições normais de aderência, quando circula a 80 km/h deveria deixar uma margem
de segurança de 200 a 250 metros com o carro que circula à nossa frente. Se o piso estiver molhado para uma condução
de 120 km/h a distância mínima aconselhável é de 300 metros.