Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Cortina Header
  Gestão Orçamental

Manter alguma liquidez

Saiba mais »

 | Manter alguma liquidez  | Manter alguma liquidez
Casa

SOS travões

Publicado em 21-06-2018 por Cofina Conteúdos

Sendo um dos principais sistemas de segurança do seu automóvel, os travões requerem uma atenção especial. Conheça alguns dos cuidados a ter para uma condução mais segura

Fortemente submetidos a desgaste, os travões exigem uma atenção redobrada e manutenção regular para garantir a segurança de todos os condutores. Convém não esquecer que o mau estado dos travões aumenta exponencialmente a probabilidade de acidente, por isso evite deixar passar mais de 20 mil quilómetros sem uma inspeção aos seus travões. Se costuma fazer regularmente muitas travagens bruscas, este intervalo poderá eventualmente ter de ser reduzido. Os discos e as pastilhas de travão são as componentes mais suscetíveis a desgaste, maior ou menor consoante o tipo de condução, os quilómetros percorridos e o terreno (estrada, cidade, etc.).

Uma boa aliada

Uma das formas de poupar os travões, evitando o seu aquecimento e desta forma prolongar o seu tempo de vida útil, é jogar com as mudanças para controlar a velocidade, sobretudo em descidas longas.

Sinta o seu carro

Um dos principais indicadores de que os travões poderão não estar a 100% são as vibrações emitidas quando se trava. Verificar o estado dos travões para despistar quaisquer irregularidades é um cuidado que não deve descurar.

A necessidade de fazer mais pressão do que o habitual no pedal do travão é um dos indicadores de anomalia dos discos e/ou pastilhas. A passagem por uma oficina é (definitivamente) recomendada. O mesmo acontece se, pelo contrário, sentir o pedal afundar-se facilmente – o problema neste caso pode prender-se com falta de líquido, provocada por uma fuga, por exemplo, sujidade do mesmo ou excesso de desgaste das pastilhas de travão.

Ouvir o carro a chiar quando trava é outro dos sinais a que deve dar atenção. Pode tratar-se apenas de sujidade, mas é possível que seja também desgaste provocado por atrito.

Verifique o líquido

Habitue-se a inspecionar regularmente o nível do líquido dos travões, sempre com o carro frio, num local plano e com boa iluminação. Quando terminar, limpe a tampa e feche bem para evitar fugas. A troca deste líquido deve ser feita preferencialmente numa oficina, não deixando passar mais de dois anos desde a última.

Exija os componentes certos

Certifique-se de que as pastilhas, os discos e outras peças que sejam substituídas estejam homologadas, cumprindo as normas vigentes no nosso país e as exigências do fabricante do automóvel.