Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Cortina Header
  Gestão Orçamental

Realizar poupança

Saiba mais »

 | Realizar poupança  | Realizar poupança
Motores

Tire o melhor partido do ar condicionado do seu carro

Publicado em 23-07-2019 por Cofina Conteúdos

Garantia de conforto quando os termómetros disparam, o ar condicionado assegura igualmente uma maior segurança já que, acima dos 30 oC, aumentam as probabilidades de erros de condução. Saiba como usá-lo eficientemente.

Ligar o ar condicionado dos automóveis é já um gesto automático quando o calor mais se faz sentir, em busca do alívio imediato proporcionado pelo ar fresco. O que muitos condutores ignoram é que além do conforto proporcionado, o ar condicionado aumenta a segurança da condução, já que temperaturas sensivelmente acima dos 22o C no habitáculo aumentam a sonolência, reduz a velocidade de reação e afeta a concentração. Em viagens de média e longa distância, faz toda a diferença. Tal como otimizar a sua utilização.

Em modo ascendente

Quando iniciar o ar condicionado, não o ligue no máximo. Comece no mínimo e vá aumentando progressivamente.

Recircule

A partir do momento em que começar a sentir ar fresco na pele, ligue o modo Recirculação – desta forma o sistema de ar condicionado vai usar o ar já fresco no habitáculo e não puxar o ar do exterior. Isto faz também com que o esforço do ar condicionado para arrefecer o carro seja também menor, uma vez que não terá de estar continuamente a arrefecer o ar quente que vem de fora. Atenção, no entanto, a Recirculação não deve ser usada ininterruptamente, dado secar o ar. No caso de o carro estar parado há muito tempo ao sol, a recirculação não deve usada até o ar condicionado começar a deitar ar frio, uma vez que a temperatura no interior provavelmente estará mais elevada do que no exterior – aliás, antes de ligar o ar condicionado deve abrir as janelas e usar a ventilação para extrair o mais rapidamente possível esse ar quente.

Grelhas de ventilação

Como o ar frio é mais pesado do que o quente, a melhor forma de refrescar o habitáculo é virar as grelhas de ventilação centrais para cima, o que promove ainda o movimento contínuo do ar por convecção. As laterais, por sua vez, devem ser viradas em direção às janelas.
Voltá-las para o rosto sabe bem, mas também promove a entrada de vírus e bactérias no sistema respiratório, pelo que é de evitar.

Filtros

A sujidade nos filtros afeta a quantidade de ar, sendo importante respeitar as recomendações do fabricante no que toca à sua substituição, assim como à substituição dos demais filtros do carro. Quando aspirar o carro, aspire com cuidado as grelhas de ventilação. Pode também usar um produto de limpeza de ar condicionado, que encontra nas lojas da especialidade, de acordo com as instruções.

Pouco frio

Se notar alterações no tempo que demora a arrefecer o habitáculo, dirija-se a uma oficina para carregar o ar condicionado e/ou detetar eventuais fugas.

Radiador

Essencial para o sistema de refrigeração, o radiador deve estar limpo para funcionar bem. Dê uma vista de olhos, verifique o nível de líquido no interior e limpe à volta, já que podem acumular-se detritos vários.

Estacionou ao sol?

Se não conseguiu evitar estacionar o carro sob a torreira do sol, protegê-lo com um para-sol e, de preferência, com películas solares permite reduzir consideravelmente a temperatura no seu interior, tornando mais fácil arrefecê-lo com a ajuda do ar condicionado.

Desligue-o atempadamente

Desligar o ar condicionado antes de desligar o motor, uns minutos antes de chegar ao destino, é outro dos cuidados que deve ter, sobretudo nos veículos com alguns anos; nos automóveis mais recentes já não faz muita diferença.