Powered by

Cetelem
Notas em Dia
Em viagem: dicas para um dia bem passado nos mercadosEm viagem: dicas para um dia bem passado nos mercados

Em viagem: dicas para um dia bem passado nos mercados

Em viagem: dicas para um dia bem passado nos mercados

Ideais para férias ou simplesmente para um fim de semana prolongado, Espanha, Reino Unido, Holanda, Bélgica ou França oferecem alguns dos mercados mais antigos da Europa. Vale a pena ver e comprar.

Feira da ladra, os mercados de rua de antiguidades ou objetos em segunda mão, são autênticas caças ao tesouro e atraem milhões de visitantes todos os anos à procura de peças únicas.

 

Se vai viajar, informe-se atempadamente e se houver um mercado destes por perto, não deixe de o visitar. Para os apreciadores, vale também a pena agendar uma viagem para os visitar – apesar de a maioria ser semanal, há alguns que se realizam esporadicamente, como o La Braderie de Lille, o maior mercado das pulgas europeu, que decorre no primeiro fim de semana de setembro.

 

Quando ir

Quanto mais cedo, melhor. De manhã é quando a seleção de artigos é maior e a mobilidade mais fácil. Todavia, se o seu objetivo são os melhores preços, o melhor é o final do dia. Regra geral, no início, os vendedores resistem mais a baixar os preços, à espera de “verdadeiros” colecionadores interessados.

 

Melhor preço

Regatear é sempre uma possibilidade, mas não espere ver os preços caírem para metade ou menos. Seja razoável. Dez ou cinco por cento será o mais normal. Todavia, se o preço for excessivamente caro, experimente fazer uma oferta.

 

Vestido para a ocasião

Além de não atrair atenções dos amigos do alheio, evite levar joias, relógio ou roupa cara para otimizar o seu poder de negociação se o seu objetivo for encontrar artigos específicos e descontos máximos.

 

Transporte

No caso de peças pesadas e/ou de grandes dimensões, não pague até saber como fazê-las chegar a casa, sobretudo se tiver voado em companhia low cost. Pode sempre tentar negociar com o vendedor a sua guarda e transporte até ao correio ou empresa de transporte.

 

Ceda à tentação

Dentro dos limites do razoável. Se vir uma peça de que realmente gosta, deixe-se guiar pela intuição e compre se for uma oportunidade única. Não deixe para mais tarde ou arrisca-se a perdê-la.

Não desista também de artigos com necessidade de algum trabalho extra – por vezes, são coisas simples como uma boa limpeza, uma demão de tinta ou aplicação de cola, mas não pague nada sem antes inspecionar o seu estado e verificar se vale a pena.

Pense um pouco fora da caixa e veja como pode dar usos diferentes a peças originais que já não cumpram a sua missão – um candeeiro feito de um instrumento musical ou de um moinho de café, uma cabeceira de cama feita de uma moldura de janela, são alguns exemplos.

 

Vale a pena ir

El Rastro, Madrid, Espanha – domingos e feriados

Marché aux Puces de Paris Saint-Ouen, Paris, França – sábados, domingos e segundas

Vieux Marché, Bruxelas, Bélgica – diário

Portobello Road Market, Londres, RU – diário

Vrijmarkt, Amsterdão, Holanda – 27 abril 2017

Riesenflohmarkt Theresienwiese, Munique, Alemanha