Powered by

Cetelem
Notas em Dia
Regras para a mala de fériasRegras para a mala de férias

Regras para a mala de férias

Regras para a mala de férias

Vai viajar brevemente? Saiba como e o que colocar na mala para evitar custos com taxas adicionais por excesso de peso nas companhias áreas.

56x45x25 centímetros. São estas as dimensões que deve fixar ao escolher a sua mala de viagem. Em versão trolley, para facilitar o transporte. As políticas respeitantes às medidas da bagagem de cabine nos aviões variam com a companhia aérea, mas estas são as universalmente permitidas. Pode sempre levar uma mala de porão, mediante pagamento extra ou não, mas será que precisa? Facilidade de transporte e ausência de preocupações com perda ou extravio de bagagem são as grandes vantagens de escolher esta opção. O truque é saber o que levar.

 

Palavra-chave: lista

Comece por fazer uma lista com tudo o que precisa de levar e antes de fazer a mala risque o que não é essencial, caso, por exemplo, do secador para o cabelo, champô e gel de banho ou mesmo cintos (um só de cor neutra pode ser suficiente), já para não falar de sapatos (três pares, incluindo chinelos para hotel e piscina/praia) ou de livros – se é um leitor ávido e gosta de viajar, um bom investimento é um leitor de e-books ou um tablet com capacidade para armazenar centenas de obras. No que respeita à roupa, simplifique e conjugue: com três peças “de cima” (camisas e/ou blusas, T-shirts, etc.) e três “de baixo” (calças, calções e saias) tem traje para nove dias. Junte um casaco, dois fatos de banho e roupa interior e não precisará de muito mais. Ideal é escolher roupa leve que não amachuque facilmente; reserve as peças mais volumosas, como jeans e botas, para vestir na viagem – o casaco pode levar na mão, se necessário. Inclua carregadores e adaptadores.

Acrescente analgésicos, antipiréticos, anti-histamínicos e antidiarreicos, bem como antiácidos, se for propenso a azia. Se tomar outra medicação regularmente, junte a receita. É melhor levar os medicamentos do que comprá-los no estrangeiro, onde geralmente, os preços costumam ser mais caros, ao não ter a comparticipação do medicamento.

 

Mãos à obra

Na hora de fazer a mala, coloque as peças mais pesadas primeiro – no caso das calças, coloque-as no meio da mala, deixando de fora parte da perna; se forem mais do que um par, faça-o uma para um lado e outra para o outro. Os sapatos devem ser arrumados num formato retangular, o mais encaixados possível, com os calcanhares cada um para seu lado. Rentabilize o espaço e coloque no interior de cada um peças como meias. Disponha-os, dentro de sacos de plástico ou toucas de banho, nas paredes da malas e preencha os espaços livres à volta de toda a mala com os artigos que não se amarrotam – roupa interior, cinto, fatos de banho, écharpes/lenços, leggings, etc. Dobre então por cima a parte das calças que ficou por fora e por cima de tudo disponha as peças mais delicadas como saias e blusas finas.

Outro truque é fazer rolos apertados com as peças de roupa – toalhas, T-shirts, vestidos, calções, etc. – e depois encaixá-los bem. Além de poupar espaço, poupa nos vincos e rugas.

Bolsas de maquilhagem devem ficar no topo da mala.

 

Nota: Para evitar perder documentos de identificação, deixe-os no cofre do hotel e ande com fotocópias dos mesmos. No caso de cartões Visa ou Mastercard, tome nota do(s) número(s) a contactar em caso de perda ou roubo.

Para proteção acrescida contra roubo de dados de cartões com tecnologia RFID, guarde-os em bolsas de proteção próprias.