Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Cortina Header
  Gestão Orçamental

Tenha consciência dos seus proveitos e dos seus gastos

Saiba mais »

 | Tenha consciência dos seus proveitos e dos seus gastos  | Tenha consciência dos seus proveitos e dos seus gastos
Casa

A pensar mudar de casa? Dicas para facilitar o processo

Publicado em 02-08-2016 por Cofina Conteúdos

Por mais minimalista que seja a sua decoração, mudar de casa é sempre stressante. Tempo e alguma estratégia são essenciais para que tudo corra pelo melhor. Ficam algumas dicas.

Começar a planear a mudança atempadamente é fundamental, permitindo que tudo corra bem, sem obstáculos, e, inclusive, poupar em algumas despesas.
Um a dois meses antes da mudança, preferencialmente, comece por pesquisar preços e condições oferecidas por diferentes empresas de mudanças e agende logo uma data com a melhor. Fale ainda com alguns amigos e familiares para o ajudarem – apesar de o melhor ser deixar para a empresa de mudanças o trabalho de desmontar e montar a mobília, ter ajuda para embalar os demais pertences e ajudar a transportar para a nova casa permite-lhe economizar significativamente nos gastos.

Faça das listas suas aliadas

Organização precisa-se e a melhor forma de o fazer é começar por uma lista, na qual deve anotar todos os passos a dar para não se esquecer de nada e não ser surpreendido quando menos der jeito.

Siga o calendário

Saiba quando tem a nova casa disponível e avalie o estado em que se encontra. É necessário ou quer pintar paredes? O melhor é começar o quanto antes. Tal como a limpeza – se estiver tudo OK, eventualmente apenas terá de limpar o chão e os armários e bancadas da cozinha e casa de banho, bem como as prateleiras da despensa e roupeiros embutidos; mesmo que a casa seja nova, é grande a probabilidade de ter pó.
Pode igualmente tentar negociar a limpeza da casa com o vendedor/senhorio. Caso não seja possível e a casa precisar de uma limpeza profunda e/ou algumas reparações, informe-se sobre os melhores preços de empresas no mercado e, caso precise de ajuda financeira, pode fazer a simulação aqui.
Se entretanto adquirir mobiliário ou outros itens para a casa nova, não se esqueça de agendar a entrega dos mesmos na nova morada após o dia das mudanças, caso contrário está apenas a duplicar trabalho e despesas.

Embalar é preciso

Caixas e caixotes são essenciais para uma mudança bem-sucedida, por isso comece a reuni-los com alguma antecedência. Peça-os nas lojas, supermercados e hipermercados perto de si e comece por embalar tudo o que não terá de usar nos próximos tempos (roupa de inverno se for verão ou vice-versa, copos e pratos de serviço, livros, etc.). Aproveite e faça uma seleção do que já não usa ou precisa – de roupa e calçado a livros escolares, passando por pequenos eletrodomésticos, geralmente há sempre por onde escolher. Seja realista. Deite fora o que não estiver em condições e dê o resto – não faltam instituições a precisar. Pode também aproveitar para vender algumas coisas em sites online.

Para melhor orientação de todos, escreva em cada caixa o respetivo conteúdo e a que divisão se destina. Se precisar de ajuda, não hesite em pedir a alguns amigos; poderá sempre retribuir o favor mais tarde. Convém igualmente fazer um inventário do que está nas caixas – em caso de extravio, facilita o processo de reclamação.
Objetos de valor devem ser guardados e transportados por si. Mantenha-os em local seguro e não os guarde em sacos de lixo, para evitar percalços. É também por esta razão e também pela maior comodidade oferecida que deve optar por caixas.

Serviços mínimos

Certifique-se de que quando se mudar, tem eletricidade, água, gás (se necessário) e telecomunicações – veja com a companhia como transferir o serviço.