Powered by

Cetelem
Notas em Dia
Salário líquido e bruto: o que deve saberSalário líquido e bruto: o que deve saber

Salário líquido e bruto: o que deve saber

Salário líquido e bruto: o que deve saber

Salário ilíquido/bruto e líquido são conceitos a dominar para perceber quanto dinheiro se ganha no final do mês. Saber o que são e o que os distingue é essencial para uma boa gestão do seu orçamento.

O vencimento ou salário é a retribuição paga pelo empregador/patrão ao empregado/trabalhador pelo trabalho realizado, sendo, naturalmente, uma das questões mais pertinentes a partir do momento em que se inicia a vida profissional. Não é para menos; trata-se afinal daquilo que nos permite conquistar a nossa autonomia financeira e concretizar sonhos e objetivos. Daí a importância de, desde logo, se distinguir o salário bruto ou ilíquido do salário líquido, que não devem nunca ser confundidos.

O salário, remuneração ou vencimento bruto ou ilíquido, normalmente o valor apontado pelo empregador ou nas negociações salariais, corresponde ao valor que o trabalhador tem direito antes dos devidos descontos para a Segurança Social e para o IRS e que, frequentemente, é também conhecido como pacote salarial. No nosso país, trata-se de um valor mensal; noutros países, como os EUA, a base é normalmente anual.

O salário líquido, por sua vez, é aquilo que poderíamos designar por vencimento real, o valor que de facto é depositado na conta do trabalhador no fim do mês, após as várias deduções correspondentes, caso dos descontos já referidos para a Segurança Social e IRS, assim como eventuais descontos para seguro de saúde, por exemplo. Este é verdadeiramente o valor com que pode contar e o que deve usar para fazer e gerir o seu orçamento pessoal/familiar.

Este é também o motivo por trás da surpresa – frequente – que se tem ao receber o primeiro ordenado quando se começa a trabalhar, um pouco aquém do inicialmente previsto, calculado em função do valor negociado, ou seja, o valor bruto.

Porque é que o salário bruto é importante?

Apesar de o salário líquido ser o valor com que de facto se deve e pode contar ao fim do mês, o vencimento bruto funciona como uma referência para determinado tipo de trabalho, qualificação, especialização, perfil de trabalhador, funções a desempenhar, permitindo identificar se aquilo que é oferecido, por exemplo, é justo ou mal/bem pago, por exemplo. Convém ter em atenção que o mesmo salário bruto se pode traduzir em diferentes salários líquidos, uma vez que estes dependem da situação familiar do trabalhador, i.e., do estado civil, de os rendimentos do cônjuge estarem ou não incluídos no IRS de ambos, do número de dependentes que se tem a cargo, etc., fatores que estão contemplados nas tabelas de retenção de IRS, atualizadas anualmente em janeiro.

Como é calculado o salário líquido?

Para obter o valor do salário líquido, é necessário subtrair a Taxa Social Única (TSU) e a retenção na fonte de IRS ao salário bruto. A TSU é o valor que o trabalhador desconta todos os meses para a Segurança Social e corresponde a 11%.

Assim, para um trabalhador dependente, residente no continente, sem filhos, com um salário bruto de 1000€, o salário líquido corresponde a estes 1000€ menos 110€ (TSU) e menos 114€ (11,4% de IRS), o que totaliza 776€.

Imagine, no entanto, que outro trabalhador com o mesmo salário bruto de 1000€ tem dois filhos dependentes. Neste caso, a retenção de IRS passaria a ser de 5,7% (57€), o que significa que o salário líquido seria 833€ = 1000€ – 110€ (TSU) – 57€ (IRS).

Para facilitar estes cálculos, pode descarregar a app Salário Líquido 2021 para o sistema operativo Android ou recorrer a uma calculadora de salário líquido, por exemplo.

O salário líquido pode sofrer alterações?

O salário líquido pode mudar sempre que há alterações nos escalões do IRS, quando há mudanças no estado civil e/ou número de dependentes, quando o cônjuge deixa de trabalhar ou sofre reduções/aumentos de salário, por exemplo. Sempre que uma situação destas se verificar, convém fazer novamente as contas para saber quais os rendimentos que vão cair na sua conta e dessa forma poder fazer os ajustes necessários ao orçamento familiar.