Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Cortina Header
  Gestão Orçamental

Realizar poupança

Saiba mais »

 | Realizar poupança  | Realizar poupança
Lifestyle

Programa Nacional de Microcrédito, sabe o que é?

Publicado em 10-04-2019 por Cofina Conteúdos

Se tem espírito empreendedor e ideias para a criação de um negócio seu, o microcrédito pode ser o pontapé de saída para transformar o seu sonho num projeto bem-sucedido.

Está a pensar criar ou expandir o seu próprio negócio, mas não tem dinheiro para investir nem garantias para oferecer? O Sou Mais – Programa Nacional de Microcrédito pode ser o apoio de que necessita para ajudar a tornar realidade o seu sonho através de um financiamento que pode chegar aos 20 mil euros.

A quem se destina

O microcrédito pode ser a chave para criar o seu próprio emprego e simultaneamente, dependendo do tipo de negócio, ajudar a criar novos postos de trabalho. Este foi concebido a pensar em “todos aqueles que tenham especiais dificuldades de acesso ao mercado de trabalho e estejam em risco de exclusão social, possuam uma ideia de negócio viável, perfil empreendedor e formulem e apresentem projetos viáveis para criar postos de trabalho”. Assim como nas “microentidades e cooperativas até 10 trabalhadores, incluindo neste número os cooperadores trabalhadores, que apresentem projetos viáveis com criação líquida de postos de trabalho, em especial no domínio da atividade na área da economia social”, informa o Sou Mais – Programa Nacional de Microcrédito.

Dar asas aos seus sonhos

Se tem mais de 18 anos e um projeto de negócio em mente “cujo limite máximo de investimento e de financiamento é de 20.000€”, explica o Sou Mais, pode começar já a deitar mãos à obra e candidatar-se. Atenção, no entanto, não pode ter registados incidentes não justificados no seu histórico bancário.

Se quiser obter aprovação para o microcrédito, será necessária a apresentação de vários documentos, que pode descarregar no site do programa. Entre eles, contam-se, por exemplo, a Ficha de Validação e o Dossiê de Negócio, o Protocolo com o Instituto de Informática da Segurança Social, IP, a Minuta de Protocolo de Cooperação e Prestação de Apoio Técnico, entre a CASES e as Entidades Certificadas para Prestar Apoio Técnico (ECPAT), a Minuta de credenciação; a Declaração de destinatário jovem do PNM, a emitir pelo IEFP, IP, e a Ficha de Avaliação da ECPAT (Entidade de Prestação de Apoio Técnico) pelo promotor.

Uma solução que vem do (seu) banco

São várias as entidades bancárias que disponibilizam soluções de microcrédito tendo em vista não só estimular o empreendedorismo e criar autoemprego, como promover a inclusão social. Informe-se!

Conseguiu um microcrédito? Atenção!

Depois de obter aprovação e o montante necessário para levar o seu projeto avante, há alguns cuidados que não deve descurar, nomeadamente o de investir o dinheiro apenas no projeto inicial e não utilizá-lo para outros fins, como o pagamento de outras contas, por exemplo. Algo que também não deve falhar é o cumprimento dos prazos de pagamento definidos. Faça um orçamento e siga-o escrupulosamente.

Sabia que…

De acordo com informação veiculada pela Agência para o Desenvolvimento e Coesão I.P., “entre janeiro e agosto de 2018 [ano em que o microcrédito bateu recordes], e no âmbito da atividade desenvolvida no Programa Nacional de Microcrédito (PNM), foram validados 171 projetos de investimento”? A mesma fonte revela ainda que é na faixa etária situada entre os 30 e os 45 anos que se encontra o maior número de portugueses que procuram criar o próprio emprego.