Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Cortina Header
  Gestão Orçamental

Manter alguma liquidez

Saiba mais »

 | Manter alguma liquidez  | Manter alguma liquidez
Lifestyle

Seis dicas para se vender melhor

Publicado em 09-08-2019 por Cofina Conteúdos

Vender um produto, um serviço ou até nós próprios, no caso de uma candidatura profissional, não é fácil: mas é uma capacidade que podemos aprender e desenvolver. Vê algumas formas de como o fazer.

Se julga que apenas os vendedores e comerciais precisam de saber vender, está enganado. Já pensou nas vezes que teve de convencer os seus pais a emprestarem-lhe o carro ou os seus filhos a comerem legumes? Estes são dois exemplos dados por Robert Herjavec, um dos “tubarões” do Shark Tank norte-americano, para ilustrar que os grandes vendedores se fazem. Não é algo inato e, não conseguem atingir o sucesso se não se souberem vender. Tudo isto, é aplicável a várias áreas da vida, profissional e pessoal.

Antes de mais, informe-se bem

Em troca do tempo disponibilizado pelos potenciais compradores – seja um produto, serviço ou uma ideia – ou por potenciais colaboradores numa entrevista, é importante dedicar algum tempo a informar-se sobre eles, sobretudo quando este tipo de informação se encontra atualmente “à mão de semear” como é o caso do LinkedIn, Google, Twitter (conta individual e de empresa), sites e Facebook.

Lembre-se: a primeira imagem que vende é a sua

Por muito bom que seja o produto ou o serviço, dificilmente consegue vender se não gostarem de si. Por isso, é tão importante uma apresentação cuidada e um conhecimento profundo da marca apresentada.

Contenha-se nas palavras

Conhecer as necessidades dos clientes é uma mais-valia. Ao contrário de vender, procure convencê-los que realmente a marca apresentada é uma necessidade. Se acreditarem que o produto ou serviço for uma mais-valia, certamente que o irão comprar. 

Avalie a real possibilidade de compra

Além de ser importante focar-se naquilo que o cliente precisa, é necessário ter em consideração aquilo que realisticamente ele pode dar em troca à marca. Se o orçamento que ele tiver disponível for X, talvez insistir em algo que lhe custe o quádruplo ou o triplo não seja a melhor ideia. Questione o valor acrescentado que o seu produto/serviço traz ao cliente e, o que fez aceitar reunir consigo.

Descomplique

Quando apresentar o produto ou serviço, não complique. Faça-o de uma maneira clara, para que qualquer pessoa possa compreender e avaliar rapidamente o potencial.

Apaixone-se pelo que vende

Uma das grandes chaves para o sucesso é realmente gostar daquilo que vende, seja um produto ou serviço. Conhecê-lo bem, demonstrar entusiasmo e estar a par de todas as suas vantagens é importante para estabelecer uma relação mais próxima com o cliente e para um resultado positivo.