Powered by

Cetelem
Notas em Dia
Carro bem lavado e limpo mais tempoCarro bem lavado e limpo mais tempo

Carro bem lavado e limpo mais tempo

Carro bem lavado e limpo mais tempo

Lavar o carro é uma das melhores formas de aumentar a longevidade do seu automóvel e preservar o seu bom aspeto.

Lavar o carro regularmente deve ser uma tarefa a não descurar para preservá-lo nas melhores condições o maior tempo possível. A periodicidade depende do uso que se dá ao carro e do local onde é guardado regularmente – se se tratar de uma garagem, suja-se menos naturalmente, mas se o usar regularmente em estradas de terra ou com muito pó, uma vez por semana poderá revelar-se a melhor solução. Essencial mesmo é procurar não deixar acumular grandes camadas de sujidade antes de lavar o seu carro.

 

Diariamente (quase) – Insetos mortos, dejetos de pássaros, seiva de árvores devem ser lavados o quanto antes, para evitar a corrosão da pintura. Nas grandes superfícies e lojas especializadas encontra produtos que facilitam esta tarefa. Procure igualmente usar apenas detergentes e produtos de limpeza próprios para automóveis – sabonete líquido ou detergente para a loiça ou multiusos podem revelar-se demasiado agressivos para a pintura, tal como limpa-vidros, que deve apenas ser usado nos vidros e faróis.

 

A frio – Independentemente de lavar o carro à mão ou numa estação de serviço, não o faça quando o carro estiver quente, quer porque esteve a conduzir ou por estar parado há muito tempo ao sol. O calor seca mais depressa a água e o detergente, dando origem a manchas e acumulação de resíduos.

 

Água q.b. – Comece com uma pré-lavagem, com uma passagem inicial de água para ajudar a soltar a sujidade e resíduos acumulados. Encha depois três baldes, um com detergente para lavar, outro para enxaguar e outro mais pequeno para enxaguar a esponja. Desde que o carro não esteja excessivamente sujo, é suficiente e uma forma de poupar água.

A melhor opção – Areia, gravilha fina e outros resíduos acumulam-se facilmente nas rodas e na parte inferior dos automóveis. Use uma esponja ou escova diferente nessas zonas para não riscar a tinta. Convém também certificar-se que os produtos de limpeza que vai usar aqui se adequam às jantes (cromadas, pintadas, de liga metálica, etc.), por exemplo.

 

Manchas – Depois de lavar o carro, não deixe secar ao ar para evitar manchas; use uma pele acamurçada ou um pano de microfibras para eliminar os restos de água acumulados sobre a superfície. Três a quatro vezes por ano, aplique cera que ajuda a manter a sujidade afastada e facilita as lavagens posteriores.

 

Interior – Retire os tapetes, aspire-os e passe com uma esponja ou escova húmida. Aspire também o painel, bolsas laterais das portas, porta-luvas, chão e estofos. Passe depois com um pano limpo, macio, embebido em produtos especiais de limpeza para cada caso.

Nos vidros, utilize um produto anti gordura, para melhor eliminar os resíduos que se acumulam. No exterior os vidros podem ser lavados com um limpa-vidros normal, devendo-te ter o cuidado de não deixar escorrer para a pintura. Em zonas com muitos insetos, deite aditivo repelente no reservatório do para-brisas.

 

Limpo mais tempo – Manter o interior limpo é sobretudo uma questão de disciplina. Basta evitar comer e beber para reduzir significativamente migalhas e lixo associado, como papéis, embalagens, etc., já para não falar de potenciais nódoas nos estofos, que podem ou não sair.

Se souber de antemão que poderá pisar areia ou lama, leve um par de sapatos para trocar antes de entrar no carro.

Tenha um rolo de sacos pequenos na porta para evitar espalhar o lixo. Depois é só deitar fora.