Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Powered by

Cetelem
Notas em Dia

Casa à prova de alergias

Casa à prova de alergias

Elevadas concentrações de pólenes, pó e vento são os principais responsáveis pelas alergias respiratórias, como a rinite alérgica e a asma, ou a conjuntivite alérgica que atingem o seu expoente máximo na primavera. A prevenção, que passa pela minimização do contacto com potenciais alergénios, é essencial para controlar a situação e melhorar a qualidade de vida de todas as pessoas afetadas. Proteger a sua casa é um bom ponto de partida.

 

Cama à prova de alergias

Ácaros, pó, pólen, pelo de animais, entre outros são “intrusos” invisíveis que diariamente se acomodam entre os lençóis, aumentado o risco de reação alérgica. Procure lavar a roupa de cama uma vez por semana, a uma temperatura igual ou superior a 60 oC, e, de preferência, opte por edredões e cobertores hipoalergénicos.

Cortinados, sobretudo os de tecidos pesados, tendem igualmente a acumular muito pó – limpá-los regularmente é fundamental para evitar espirros e olhos lacrimejantes, entre outros sintomas pouco agradáveis.

 

Operação zero pó

Controlar o pó em casa é um hábito que não pode ser descurado. Pelo menos uma vez por semana limpe o pó dos cantos, estores e armários com produtos que agarrem o pó e que não o espalhem pelo ar. Aspirar regularmente é também essencial – certifique-se no entanto que o seu aspirador cumpre bem esta função, não soltando também o pó pela casa. Opte por um aspirador com filtro HEPA, que captura partículas finas de pó responsáveis por espoletar sintomas de asma e alergias, ou com filtro de água.

Dependendo da gravidade das alergias, adquirir um purificador de ar poderá revelar-se uma mais-valia.

 

Portas e janelas fechadas

Como os pólenes e pó são transportados pelo ar, manter portas e janelas fechadas é uma boa solução para os manter fora de casa. Nos dias quentes, o recurso ao ar condicionado será uma opção a considerar, mas lembre-se de manter os filtros limpos.

 

Sapatos à porta

Andar na rua leva à acumulação de poeiras, pólenes, bactérias e sujidade vária nas solas dos sapatos, que se espalham com a deslocação de uma divisão para outra dentro de casa. Descalçar-se mal entra em casa, calçando uns sapatos apenas para andar em casa é, assim, outro dos hábitos a adotar, bem como lavá-los ou limpá-los regularmente.

 

Elimine bolores

O bolor que surge por vezes nas casas de banho, cozinha, arrecadações ou locais com infiltrações pode desencadear igualmente reações alérgicas, pelo que eliminá-lo deve ser uma prioridade. Limpe as zonas afetadas com lixívia e, em situações mais graves, proceda às reparações necessárias.

 

Cuidado ao secar a roupa

Em caso de situações graves de alergia, evite secar roupa ao ar livre em dias de grande concentração de pólenes ou se vive junto de zonas com muitas flores e árvores. Prefira antes a máquina de secar.