Powered by

Cetelem
Notas em Dia
Como evitar acidentes em casaComo evitar acidentes em casa

Como evitar acidentes em casa

Como evitar acidentes em casa

Prevenir é o melhor remédio, diz o ditado e no que toca a acidentes pessoais todo o cuidado é pouco, sobretudo porque é no conforto do lar que há maiores probabilidades de acontecerem, comprometendo a sua autonomia e qualidade de vida. Saiba como evitá-los.

É em casa que a maioria dos acidentes acontece. As quedas são um dos que mais vítimas fazem e, embora não escolhendo idades, afetam predominantemente crianças e idosos.

Manter uma boa iluminação em toda a casa é essencial, tal como os acessos livres e desimpedidos para minimizar a possibilidade de se tropeçar – brinquedos, sapatos e fios elétricos são algumas das principais ameaças. Evite igualmente tapetes soltos, fixando-os com fita-cola dupla ou material antiderrapante. Na casa de banho, equipe também a área de banho com tapete antiderrapante e, eventualmente, barras de apoio. Mantenha o piso seco, especialmente na cozinha e WC.

 

Água apetecida

Bastam poucos centímetros de água – e muito pouco tempo – para uma criança se afogar; até mesmo para os adultos é fácil – basta adormecer na banheira ou escorregar, por exemplo. Os alertas repetem-se todos os anos, mas mesmo assim este tipo de acidente teima em acontecer. Manter um estado de vigilância total na hora do banho, na banheira, piscina, tanque ou praia é fundamental. Não facilite! Em casa, bloqueie o acesso à piscina, com uma cerca com tranca, por exemplo.

 

Veneno mortal

Com crianças em casa, todos os cuidados são poucos e basta um descuido para ingerirem um produto tóxico. Desde medicamentos a detergentes, independentemente do cheiro, cor ou embalagem, os acidentes multiplicam-se anualmente. Por isso, certifique-se que os mantém bem guardados, em locais de difícil acesso e sempre trancados ou com chave com mecanismos de segurança desenvolvidos para o efeito. Assim que a criança tiver idade suficiente, mostre-lhe o símbolo de produto tóxico e explique-lhe o seu significado. Cães e gatos com livre acesso pela casa são também potenciais vítimas, por isso evite descuidos.

 

Atenção à eletricidade

Proteger as tomadas das crianças com proteções concebidas para o efeito é um hábito a manter mesmo quando estas já estiverem crescidas – pode sempre haver um acidente com visitas ou animais de estimação que, desta forma, é evitado. Limitar-lhes o acesso a pequenos eletrodomésticos, sobretudo os de casa de banho é outra medida a adotar. Não deve também sobrecarregar as tomadas nem extensões elétricas e, já agora, sempre que encontrar fios elétricos descarnados, desligue-os e proteja-os com fita isoladora.

 

Quente mas pouco

Prevenir os incêndios deve começar por todos nós. E é tão simples em casa, a começar por não fumar na cama – as probabilidades de adormecer com o cigarro aceso e incendiar os lençóis é bastante elevada. Se tiver lareira, use sempre uma frente/proteção de lareira, para evitar que potenciais fagulhas entrem em contacto com tapetes ou sofás, por exemplo. Não seque roupa em cima da lareira ou de aquecedores.

Na cozinha, não deixe óleo a fritar sem supervisão e mantenha os fósforos afastados do fogo e das crianças.