Powered by

Cetelem
Notas em Dia
Kakeibo – a arte [japonesa] para poupar dinheiroKakeibo – a arte [japonesa] para poupar dinheiro

Kakeibo – a arte [japonesa] para poupar dinheiro

Kakeibo – a arte [japonesa] para poupar dinheiro

Um caderno e uma caneta é tudo o que precisa para poupar dinheiro. Conheça este método japonês que ajuda a economizar de forma simples e eficaz

O kakeibo é uma estratégia de poupança que exige apenas um caderno, uma caneta e reflexão – o processo de escrita é precisamente um dos seus traços distintivos, uma forma de processar e analisar melhor os hábitos de consumo, ajudando a refletir e analisar a relação que cada um tem com o dinheiro e o motivo e necessidade de cada despesa.

Ponto de partida

O primeiro passo é arranjar um caderno e uma caneta. O objetivo é registar todos os valores: rendimentos, despesas e quanto queremos economizar. No início do mês, considerando o seu rendimento e o valor que pretende poupar até ao final do mês, registe o seu plano mensal de gastos, dividindo as despesas em 4 categorias:

  • Necessárias: alojamento, alimentação, transporte, água, luz, escola dos filhos, seguros, etc.
  • Opcional (Desejos): despesas opcionais, não essenciais, como refeições fora, sair para tomar um copo…
  • Cultura: livros, museus, espetáculos, revistas, etc.
  • Extras: reparação automóvel, consultas, medicamentos, presentes, etc.

Mãos à obra

A partir de agora, deverá registar todas as despesas na respetiva coluna. Não estranhe se, por vezes, sentir alguma dificuldade em distinguir o que pertence à categoria das despesas necessárias e o que é opcional (desejos): um dos objetivos deste método é precisamente que reflita sobre a sua relação com o dinheiro e sobre os seus hábitos de consumo.

Antes de comprar bens ou serviços não essenciais ou por impulso, deverá questionar-se: Consigo viver sem isto? Tendo em conta a minha situação financeira, tenho dinheiro para o comprar? Vou de facto usar isto? Tenho espaço em casa para isto? Ou, como é que me estou a sentir hoje (calmo, irritado, stressado…)?

Cinco minutos para pensar

No decorrer do mês, reserve alguns momentos para analisar as suas anotações, respondendo a quatro questões:

  • Quanto dinheiro tenho?
  • Quanto dinheiro gostava de poupar?
  • Quanto dinheiro estou a gastar?
  • Como posso melhorar? – Quais as despesas que podem ser eliminadas?  Onde posso reduzir para poder investir num objetivo a médio ou longo prazo (uma viagem, a aquisição de um carro…)?

Reflexão mensal

No fim do mês, reflita sobre quatro questões, que o ajudarão a perceber se conseguiu alcançar os objetivos a que se propôs no início do mês:

  • Atingi a meta de poupança que defini?
  • Que formas encontrei para economizar?
  • Em que áreas tive mais gastos?
  • O que vou mudar para o próximo mês

Consumo mais consciente

Mais do que um método de poupança, o kakeibo pretende que, ao refletir sobre a forma como se gasta o dinheiro, se consiga identificar os maus hábitos e mudá-los de modo consciente. Algo tão simples como verificar o extrato bancário regularmente, esperar 24 horas antes de comprar um artigo não essencial, fazer uma lista do que precisa durante a época de saldos – o que também deve fazer quando vai ao supermercado – ou evitar entrar numa loja quando se sente mais “em baixo”, pode fazer uma enorme diferença.

Não significa que os gastos supérfluos não sejam permitidos – a vida teria muito pouca cor se assim fosse -, mas ter consciência de que os estamos a fazer faz a diferença. Experimente! No final do mês terá certamente uma imagem clara dos seus gastos e certamente conseguirá fazer alguns ajustes, para conseguir poupar dinheiro.