Powered by

Cetelem
Notas em Dia
Recondicionados, quais as vantagens e os cuidados a ter na hora de comprarRecondicionados, quais as vantagens e os cuidados a ter na hora de comprar

Recondicionados, quais as vantagens e os cuidados a ter na hora de comprar

Recondicionados, quais as vantagens e os cuidados a ter na hora de comprar

Melhores para a carteira, os artigos recondicionados (refurbished em inglês), expressão que se aplica desde smartphones, computadores e outros dispositivos eletrónicos a eletrodomésticos e inclusive automóveis, têm vindo a ser alvo de procura crescente por parte dos consumidores. A razão principal prende-se com o custo – os recondicionados podem custar menos metade de um artigo novo –, no entanto, há mais vantagens. Mas voltemos um pouco atrás.

Recondicionados é a designação aplicada a artigos que, tendo sido produzidos e embalados pelo fabricante, são posteriormente devolvidos a esse mesmo fabricante para inspeção, reparação, quando necessário, e limpeza para que possam ser colocados à venda em boas condições e com garantia de qualidade. Quando há software envolvido, este é reposto, assim como as definições de origem, e atualizado.

Na origem da devolução ao fabricante estão razões várias: pode tratar-se de artigos que estiveram em exposição, que têm pequenos defeitos, que são retomas ou que tiveram alguma avaria.

Principais vantagens

Custo – Com valores a rondar metade ou menos do valor do mesmo produto novo, os produtos recondicionados são um bom investimento, especialmente tendo em conta a relação qualidade-preço. No caso de uma empresa, a redução de custos operativos com recondicionados pode ter um impacto considerável.

Relação qualidade-preço – Tendo em conta que os artigos são inspecionados, limpos e reparados sempre que necessário, ao adquiri-los tem a garantia de que fica com um produto de qualidade a um preço bem mais acessível.

Garantia – Os artigos recondicionados são vendidos acompanhados de garantia, três anos, à semelhança dos produtos novos.

Ambiente – Ao optar por um recondicionado em vez de um equipamento novo, está a contribuir para menos lixo nos aterros, logo menos materiais poluentes passíveis de contaminar os solos e a água, para menos emissões de carbono resultantes do transporte, para menos poluição gerada pelo fabrico e também para um menor desgaste de recursos naturais necessários para a sua produção, como cobre, ouro, prata, níquel, etc.

Leia também: Ajudar a preservar o ambiente em 10 passos

Classificação do estado

Existe uma escala elaborada para avaliar a condição estética dos artigos, relativamente às marcas de utilização, que vai de A+ (estado excelente) a C (estado razoável). Pode encontrar eventualmente classes D e E, mas não se recomendam, dado tratar-se normalmente de aparelhos partidos. Assim, de acordo com a DECO, as categorias/grades são:

  • Categoria/grade A+ – Excelente estado, com riscos muito ligeiros e difíceis de ver. A maioria das lojas não contempla esta categoria;
  • Categoria/grade A – Muito bom estado, com marcas mínimas e riscos muito leves e finos;
  • Categoria/grade B – Bom estado, apresentando ligeiros sinais de uso, como riscos mais visíveis e pequenas falhas de tinta;
  • Categoria/grade C – Estado razoável, com sinais de uso acentuado, como vários riscos, falhas de tinta e mossas.

Cuidados a ter aquando da compra

  • Vendedor certificado – Para ter a certeza de fazer uma boa compra, escolha sempre lojas de marca ou devidamente certificadas. Online, respeite os cuidados de segurança e prefira lojas conhecidas e com boa reputação – verifique avaliações e opiniões.
  • Garantia – Não compre sem garantia, que deve ser de três anos.
  • Grade A ou A+ – 100% funcionais e sem marcas de uso, são a opção a escolher se pretender a satisfação máxima com o artigo adquirido.