Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Cortina Header
  Gestão Orçamental

Tenha consciência dos seus proveitos e dos seus gastos

Saiba mais »

 | Tenha consciência dos seus proveitos e dos seus gastos  | Tenha consciência dos seus proveitos e dos seus gastos
Lifestyle

A pensar na próxima viagem de avião? Saiba como reduzir a pegada ecológica

Publicado em 10-10-2019 por Cofina Conteúdos

Se gosta de viajar e começou já a sonhar com as próximas férias, deixamos-lhe algumas sugestões para uma viagem de sonho minimizando a sua pegada ecológica. O planeta agradece.

Muito na ordem do dia, a questão das viagens de avião tem dado que falar, devido às emissões de dióxido de carbono libertadas para o ar por esta opção de transporte, que reúne as preferências de uma grande parte da população para deslocações de grande, média e até mesmo de curta distância. Não só pela economia de tempo, mas também pelos preços oferecidos atualmente.

Lazer ou negócios, o impacto das viagens de avião que fazemos no ambiente é grande, mas é possível minimizá-lo; bastam algumas opções.

Voos de curta distância

O carro, o comboio ou o autocarro são alternativas energeticamente mais eficientes, com a vantagem adicional da paisagem e da possibilidade de paragem para explorar locais que lhe despertem a curiosidade.

Sem escala

Nem sempre é possível, até por uma questão de preço, mas os voos com escalas devem ser evitados. Mais uma vez, por uma questão de eficiência energética, uma vez que nas descolagens é despendida uma quantidade considerável de combustível. Os voos diretos no que ao ambiente diz respeito são melhores, já que numa viagem (ida) é feita apenas uma descolagem, ao passo que nas viagens com escalas, se fazem duas, três ou mais.

Viaje light

Quanto mais peso for transportado pelos passageiros, mais energia é exigida para o avião voar, por isso a solução é viajar com o mínimo possível. Poupa-se o ambiente, as despesas com bagagem, ganhando-se em comodidade, já que uma mala é muito mais fácil de transportar do que duas ou mais.

Escolha os lugares mais baratos

Se viajar em primeira classe ou business, vai ser responsável por três vezes mais emissões de carbono do que em económica, que consegue acomodar mais pessoas num mesmo espaço dado os assentos serem mais pequenos. Transportam-se assim mais pessoas com o mesmo combustível. Esta é também a razão por que se deve evitar os voos em jatos privados.

Compense a sua pegada

Atualmente é possível encontrar vários calculadores da sua pegada de carbono na net que lhe permitem equilibrar as emissões despendidas no seu voo através do investimento em projetos ambientais em todo o mundo.

Aeroportos verdes Sempre que possível, escolha voos de e para aeroportos verdes, estatuto que lhes é atribuído devido à implementação de programas de reciclagem, redução de poluição e de emissões de carbono, construção sustentável, etc. É o caso, por exemplo do Boston Logan, do de Zurique, do East Midlands (Inglaterra), do Galápagos Ecological Airport, de Oslo, e do Singapore Changi, entre outros.


Palavras-chave: