Cortina Header
  Gestão Orçamental

Prever as suas despesas

Saiba mais »

 | Prever as suas despesas  | Prever as suas despesas
Lifestyle

Dicas para viajar sozinho

Publicado em 12-09-2017 por Cofina Conteúdos

Há cada vez mais pessoas, homens e mulheres, a optar por viajarem sozinhos, desfrutando da oportunidade de autodescoberta e da possibilidade de descobrir os locais e os seus habitantes sem ter de se estar limitado pelas preferências, ritmo e constrangimentos económicos de companheiros de viagem. Coloca também desafios, um dos quais a segurança, sobretudo no caso das mulheres, que com alguns cuidados, podem, no entanto, ser ultrapassados. Se já escolheu o próximo destino, siga as dicas que lhe deixamos e desfrute ao máximo da viagem.

Documentação importante

Antes de partir, faça cópias de todos os documentos importantes de que poderá precisar, do cartão de cidadão e/ou passaporte aos bilhetes e comprovativos de reserva. Digitalize ou tire fotografias com o seu telemóvel, guarde uma cópia consigo e uma na cloud/nuvem, por exemplo, ou envie a uma pessoa de confiança. Assim se perder algum, será mais fácil substituí-los.

Faça-se acompanhar ainda de um cartão do alojamento, na língua local, bastante útil se se perder.

Partilhe planos

Mesmo que parta à descoberta com itinerário a decidir no momento, certifique-se de que entre familiares e/ou amigos alguém saiba por onde anda e, de preferência, dê notícias de vez em quando, só para saberem que está tudo bem, uma forma de os tranquilizar e também uma maior segurança para si.

Outra hipótese é subscrever SafeCheckIn.com, um serviço no qual regista os seus planos de viagem e faz um check in regular. Se não houver contato da sua parte, quando definido, o SafeCheckIn.com tenta contact-lo; caso não o consiga, entrará em contacto com os seus contactos de emergência e, se necessário, com as autoridades locais.

Na hora de escolher o hotel

Uma das vantagens de viajar sozinho é a maior liberdade para se fazer o que se quer, quando se quer, por isso prefira alojamentos que lhe permitam entrada a qualquer hora, para não ter de procurar outro estabelecimento fora de horas ou dormir no carro, por exemplo. Informe também a receção se decidir ir fazer trekking, por exemplo, sozinho em locais desconhecidos. Perder-se, torcer um pé são imprevistos comuns e qualquer ajuda é bem-vinda.

Dada o crescente número de viajantes “solitários”, há bastantes hotéis e programas de viagens específicos para os mesmos, como os da G Adventures. Investigue, porque não?

Familiarize-se com hábitos e costumes atempadamente

Antes de viajar para o estrangeiro, procure conhecer um pouco a cultura local. Aprender a dizer “bom dia”, “por favor” e “obrigado”, por exemplo, facilita a interação com as pessoas e dizer “não, obrigado”, acompanhado do respetivo gesto (reforçado pelo gesto) pode ajudar em algumas situações.

Códigos de vestuário são também importantes; as mulheres, por exemplo, devem fazer-se acompanhar de um lenço para cobrir o cabelo e os ombros em muitos destinos ou monumentos, especialmente sagrados.


Palavras-chave: