Este website utiliza cookies para melhorar a navegação. Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Para saber mais clique aqui.

Cortina Header
  Gestão Orçamental

Manter alguma liquidez

Saiba mais »

 | Manter alguma liquidez  | Manter alguma liquidez
Casa

Surgiu um imprevisto? A melhor solução é estar bem informado!

Publicado em 08-02-2018 por Cofina Conteúdos

Imprevistos acontecem, podendo nalguns casos comprometer o cumprimento dos seus contratos de crédito. Ao seu dispor tem, todavia, um conjunto de direitos estabelecidos por lei e vários meios a que pode recorrer se precisar de apoio.

Situações como desemprego, doença, acidente ou divórcio são algumas das circunstâncias que podem ter um impacto muito significativo no seu orçamento mensal, impedindo-o de cumprir parcial ou totalmente as suas obrigações financeiras, o que pode ter graves consequências financeiras, segundo alerta o Banco de Portugal, que frisa que: “O não pagamento atempado de prestações de contratos de crédito tem graves consequências para o cliente bancário e para o seu agregado familiar:

  • O cliente em incumprimento fica sujeito ao pagamento de juros de mora, comissões e outros encargos que acrescem à sua dívida;
  • A situação de incumprimento é comunicada à Central de Responsabilidades de Crédito do Banco de Portugal, o que será tido em consideração na avaliação do risco do cliente;
  • A instituição de crédito pode iniciar uma ação judicial para a recuperação do crédito, que poderá conduzir à penhora dos rendimentos e à venda dos bens do cliente.”

Se for o caso, o ideal é ter-se uma atitude preventiva e alertar a entidade com a qual tem contrato (financeira ou serviços), tendo em vista a negociação de condições contratuais mais favoráveis para ambas as partes – existe, por exemplo, tarifa social para água e eletricidade –; pode, igualmente, mudar de fornecedor (gás, eletricidade, telecomunicações, etc.).

Colaboração máxima

No caso de situação económica difícil e consequente incumprimento de contrato de crédito, é essencial uma total colaboração da pessoa devedora com a instituição de crédito. Encontrar uma solução para regularizar uma situação deste tipo deve ser uma prioridade, cabendo à pessoa em incumprimento disponibilizar todos os documentos e informações necessárias à instituição com a qual está em dívida.

Precisa de apoio?

À sua disposição encontra um vasto leque de instituições de crédito e entidades pertencentes à Rede de Apoio ao Consumidor Endividado, cuja missão é informar e aconselhar as pessoas em risco de incumprimento ou com prestações em atraso. Este apoio é isento de encargos e confidencial. Pode ainda recorrer ao Mediador do Crédito ou Portal Todos Contam. No portal do Cliente Bancário, encontra também informação útil e ligações a entidades acreditadas pelo Banco de Portugal que podem ajudar se necessitar.

À sua medida

Porque cada cliente é único e requer um acompanhamento personalizado, os clientes Cetelem podem contar com a equipa de Negociação e Responsabilidade Financeira, que de forma totalmente gratuita analisa toda a informação disponibilizada para encontrar a solução mais adequada para a resolução da situação. Saiba mais informações através do email solucoescliente@cetelem.pt, do Apartado 1124 – Pedro Hispano | 4102-002 Porto ou nas nossas lojas em Lisboa e em Vila Nova de Gaia.