Powered by

Cetelem
Notas em Dia
Dicas para poupar (ainda mais) na fatura da luzDicas para poupar (ainda mais) na fatura da luz

Dicas para poupar (ainda mais) na fatura da luz

Dicas para poupar (ainda mais) na fatura da luz

Face aos preços atuais da eletricidade e também à necessidade de reduzir o impacto no ambiente, conseguir baixar a fatura da luz é não só uma prioridade como uma necessidade para muitos consumidores. A mudança de alguns hábitos pode, no entanto, fazer toda a diferença.

Entre eletrodomésticos, gadgets e outros dispositivos elétricos e eletrónicos, podem chegar a várias dezenas os aparelhos que temos em casa responsáveis pela fatia do orçamento despendido em eletricidade todos os meses. Com os recentes aumentos da energia elétrica e sem grandes perspetivas de melhores notícias a curto e médio prazo, rever os hábitos de toda a família em casa é inevitável. E com pequenos gestos, cada um de nós pode contribuir para um planeta mais saudável, reduzindo as emissões de gases com efeito de estufa.

Apagou a luz?

Nunca é demais repetir: apagar a luz sempre que sai de uma divisão da casa é um cuidado que todos devem ter. Tal como colocar cadeirões, sofás e a secretária perto da janela para aproveitar ao máximo a luz solar, sobretudo agora que os dias começam a ficar maiores.

Instale um regulador de intensidade de luz, o que lhe permitirá fazer um consumo adequado à sua necessidade, e adquira lâmpadas LED ou de baixo consumo, que apesar de terem normalmente um custo mais elevado, têm uma vida útil superior e consomem menos energia, pelo que a poupança que proporcionam supera esta desvantagem.

Isole as entradas de ar frio ou quente

Identifique os pontos de entrada de ar em casa e tape-os com fita de calafetagem, espuma isoladora (para caixas de estores, por exemplo), rolos para as portas, etc.

Nos dias mais frios, deixe os estores abertos durante o dia para deixar o sol aquecer um pouco a casa, fechando-os assim que o sol se começa a pôr. Pelo contrário, nos meses mais quentes, mantenha janelas e estores fechados nas horas de maior calor, abrindo-os só de manhã cedo ou à noite, alturas em que está mais fresco para arrefecer a casa sem precisar de ligar o ar condicionado.

Leia também: Poupe no aquecimento em casa e obtenha uma maior eficiência energética

Eletrodomésticos eficientes

Quanto mais eficientes forem os eletrodomésticos que temos em casa, maior será a poupança financeira e menor será a nossa pegada ambiental. Além de se poupar energia, poupam-se recursos essenciais, como a água, por exemplo. Sempre que  adquirir um eletrodoméstico, no momento da compra tenha especial atenção à classe energética, dando preferência à classe A++ e A+, e tenha atenção ao consumo (KWh). A capacidade ajustada às necessidades familiares é outro dos aspetos a considerar.

 Leia também: Renovar a cozinha tornando-a mais eficiente

Na hora de lavar

Sempre que lavar roupa ou loiça na máquina prefira os programas mais ecológicos (ECO), que permitem economizar água e energia, mesmo sendo a sua duração mais prolongada. E, não menos importante, ligue apenas a máquina quando esta estiver cheia.

Além disto, reduzir a temperatura da lavagem da roupa de 60 oC para 40 oC permite-lhe poupar metade da energia.

E não menos importante, limpe frequentemente os filtros das suas máquinas para que não percam eficiência e não tenha de repetir as lavagens.

Na hora de cozinhar

Uma das formas de poupar energia e simultaneamente tornar a preparação de alimentos mais eficiente é tapar os tachos e panelas, o que permite uma cozedura mais rápida. Usar a tampa pode permitir até uma poupança, neste caso, de até 25%.

Se só precisar de aquecer alimentos, prefira o micro-ondas, em vez do forno ou fogão.

Se usar panelas de pressão ou a vapor, poderá poupar até 70% de energia elétrica.

Para cozinhar no forno, opte por recipientes em vidro ou cerâmica, que aquecem mais rapidamente.

Desligue para ganhar

Habitue-se a desligar os aparelhos, como computadores, consolas de jogos, televisão, etc., em vez de os deixar a “hibernar” ou em standby. Prefira fichas múltiplas com interruptor, que lhe possibilitam desligar com um simples toque vários aparelhos. Aproveite e ajuste as definições de perfil de energia do computador.

Não deixe os carregadores ligados quando não estiverem a ser necessários.

Use as garrafas para ajudar a poupar

Se o seu frigorífico se encontra quase vazio, há um esforço adicional que se traduz num maior consumo de energia para manter os poucos produtos no seu interior à temperatura necessária. Para evitar este desperdício de energia, a solução passa por distribuir várias garrafas vazias ou, melhor ainda, cheias de água no espaço disponível. Atenção, no entanto, não deve enchê-lo na totalidade, pois é necessária circulação de ar para manter a temperatura ideal.

E já que falamos em frigorífico, há ainda muitos hábitos que continuamos a manter e que devem ser evitados, como guardar alimentos ainda quentes, deixar a porta aberta durante mais tempo do que o necessário (antes de abrir a porta, pense naquilo que precisa especificamente) ou deixar acumular gelo nas paredes do congelador. Outra forma de poupar energia é regular o frigorífico para os 5 oC e o congelador para os -18 oC.

Aproveite a energia solar

Sendo uma fonte de energia inesgotável, não poluente e facilmente acessível, a energia solar é uma aposta cada vez mais atraente. Pondere a instalação de painéis solares, os quais permitem gerar eletricidade e aquecer a água para uso doméstico, aliando poupança financeira e proteção do meio ambiente.

Leia também: Painéis solares, quando a poupança e a energia se aliam ao ambiente

Reveja regularmente a sua tarifa

Verifique regularmente a sua fatura e tarifa de eletricidade, especialmente na fatura de renovação de contrato. Compare os preços das ofertas existentes em busca da melhor opção.