Cortina Header
  Gestão Orçamental

Antecipar outros encargos

Saiba mais »

 | Antecipar outros encargos  | Antecipar outros encargos
Casa

Colchões: como cuidar e dar-lhes mais anos de vida

Publicado em 04-08-2017 por Cofina Conteúdos

Essencial para um bom descanso ao final do dia ou uma sesta durante a tarde, o colchão da sua cama exige alguns cuidados regulares de modo a prolongar a sua vida útil, assim como permitir o máximo conforto durante o sono

Na altura da compra, certifique-se de que o colchão se adequa ao estrado que tem na cama, encaixando-se na perfeição. Trata-se de um detalhe importante uma vez que os estrados são a melhor base de sustentação dos colchões, garantindo o seu suporte e assegurando o amortecimento dos movimentos e choques. É também fundamental para uma boa ventilação.

Proteger para durar

Antes mesmo de estrear o seu colchão, proteja-o com um resguardo lavável para prevenir manchas e sujidade. Disponíveis em diversas opções, escolha a que melhor se adapta às suas necessidades e exigências no que respeita a conforto. Impermeável, em algodão orgânico, com forro termorregulador, antialérgico, antiácaros, antimicrobiano, são algumas das características a ter em conta.

180º

Rodar o colchão a cada dois meses sensivelmente é outro dos hábitos a adotar para não criar deformações – nos primeiros meses, convém reduzir este intervalo para cerca de duas semanas. Pode rodá-lo simplesmente, passando a zona da cabeceira para a dos pés, ou rodá-lo e depois voltá-lo. O ideal é ir alternando entre uma e outra.

Aproveite e aspire-o com a escova para estofos, por cima e lateralmente. Se pretender neutralizar eventuais odores, antes de aspirar, pode polvilhar o colchão com bicarbonato de sódio, espere depois cerca de 30-40 minutos e aspire normalmente.

Nem insuflável nem trampolim

Pular e saltar em cima do colchão, mesmo que se trate de crianças, não dá grande saúde ao colchão, podendo danificá-lo a médio e longo prazo – nalguns casos, os danos podem fazer-se sentir no estrado obrigando à sua substituição prematura.

10 anos

Por falar em substituição, o seu colchão deve ser trocado a cada 10 anos aproximadamente. Informe-se junto do vendedor sobre a hipótese de recolha do colchão usado. Se não o fizerem, terá de contactar o serviço municipal responsável ou doá-lo para uma instituição de solidariedade se estiver ainda em condições razoáveis; se houver algum abrigo para animais na sua zona de residência, contacte-o, pode ser que precisem.

Arejar à vontade

Deixe o colchão respirar antes de fazer a cama. Puxe lençóis e cobertores e/ou edredão para trás depois de sair da cama e espere cerca de meia hora antes de a fazer de novo. Quando for de férias, aproveite e deixe-o arejar à vontade, removendo toda a roupa da cama.

Atenção ao detergente

Se não conseguir evitar uma ou outra nódoa, siga as instruções do fabricante para a sua remoção ou use um produto para tratamento de estofos.